sábado, 11 de setembro de 2010

Curta metragem romântico

Achei muito fofinho esse video, e sei que todas as românticas de plantão também acharão. Como diz no post do you tube de onde eu o salvei:
- Curta metragem mostra, sem falar uma palavra sequer, como é possível expressar o sentimento mais nobre do mundo.
*
Ele é dividido em duas partes. Primeiro mostra a solidão dele e sua pouca motivação para tudo, como para as coisas rotinerias do dia a dia. Depois, quando ele a conhece, dá para se perceber, mesmo que o casal não fale nenhuma só palavra no vídeo, como os dias dele se iluminam. Até tirar um simples xerox, e as reuniões de trabalham, se tornam mais interessantes. É fofo. O vídeo é romantico e engraçado também. Adorei!
*
Agora vou postar aqui no blog as duas partes desse curta metragem.

Parte 1:
video

Part 2:

Tá dando erro no post, então no momento eu vou colocar só o link.
http://www.youtube.com/watch?v=UiCKoP8Ft8E&feature=player_embedded

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Flor de Mel - E se? e A Força de Anita.

Gente, sempre venho aqui dar dica de livros, e agora estou fazendo a mesma coisa, a diferença é que esses fui eu quem escrevi.
Estou disponibilizando duas histórias minhas, as mais curtinhas, em e-book para quem quiser ler.

*
Flor de Mel:
http://www.4shared.com/document/8Cg71vZx/Flor_de_Mel_-_Tnia_Picon.html
*
Sinopse:
Quando a nossa vida desmorona, é inevitável parar para pensar: “E se eu tivesse feito outras escolhas…?” “Eu se eu tivesse agido diferente..?” “E se eu não tivesse sido, por exemplo, tão impulsiva…?” “E se eu não tivesse dito aquilo…?”
Há coisas que realmente não podemos mudar. Porém, em algumas vezes, eis que surgem novas oportunidades. E agora? Você ficaria só no “E se..?” Ou agiria como eu, Melissa Rosa Farias, e tentaria ser diferente dessa vez?
Eu, Mel, logo aviso aos desavisados: “Não acredite sempre nas aparências. Nem tudo é como parece.”
*
Essa foi a última história que eu escrevi. Confesso que pretendia seguir um rumo diferente quando comecei, mas me apaixonei pelo personagem no meio do caminho. Ah, eu adoro o Estevão!
*
*
Esse foi escrito no ano passo e não tem sinopse. É a minha única de época (Brasil anos 60) e eu confesso que adorei pesquisar esse período. A história no finalzinho da um pulo no tempo, e acho que os últimos capítulos são meus preferidos. A Anita é a minha personagem, na minha opinião, mais fofa e meiga. E a Alice, a irmã dela, é uma das minhas personagens mirins preferidas. É uma legítima pestinha! Bom... o Ivan, na minha opinião, é perfeito, mas eu admito que tive uma queda especial pelo Igor. Adoro personagens com conflitos psicológico e meio sofredores.
*
Ela foi postada no ano passado na comunidade do orkut Orgulho e Preconceito fanfics, adaptada para fic, mas já foi apagada.
***
Se alguém ler pode deixar um comentário aqui. Eu vou gostar de saber que leram.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Livro Soul Love - A noite o céu é perfeito - Lynda Waterhouse



Sinopse:
Jenna não quer trair os amigos e não revelará o que se esconde por trás de sua expulsão do colégio, assumindo toda a culpa sozinha. Como castigo sua mãe a levou para passar algum tempo com uma tia numa tediosa cidadezinha do interior. É lá que Jenna encontra Gabe, um rapaz autêntico, melancólico e reservado. Completamente diferente de todas as outras pessoas ela conhece. É inevitável: Jenna se apaixona por ele. Será que Gabe é sua alma gêmea? Ele mostra a Jenna a beleza de um céu noturno sem nuvens, escuro, um contraste perfeito para o brilho das estrelas. E, em meio a livros, música, poesia e noites estreladas, o sentimento entre eles se torna cada vez mais forte.
Mas Cleo, uma garota antipática que tem uma ligação muito estranha com Gabe, não está gostando nada desse romance. Afinal, ela não quer que ninguém mais saiba o grande segredo de Gabe...

**

Lendo essa sinopse, me deu uma impressão totalmente errada do que o livro realmente é. Ele não é apenas um livrinho adolescente. Não! Ele não é uma história bobinha. Ele é muito mais do que isso.

Confesso que me surpreendi com o livro. Eu gosto de romances adolescentes, gosto mesmo, tanto que uma das minhas escritoras preferidas é a Meg Cabot, então não estava esperando nada muito diferente do que costumo ler. Mas não. Esse livro toca numa tema importante, algo que está cada vez mais presente na nossa atualidade, e do preconceito que ainda existe ao redor disso. Não quero falar muito aqui para não perder a graça para quem vai ler. Porque um pouco do gostoso de ler um livro é a expectativa, é não saber o que está por vir, e eu não quero estragar para quem for ler. Só o que eu digo é: adorei. Nunca tinha lido nada assim e achei muito interessante.

Algo para refletir:

Quando ela conta para ele o que a aflige e ele começa a rir e diz: "Esse é o seu problema?" e a cena que vem depois. Isso é para a gente pensar nas coisas que a gente considera problemas. Será que eles são tão grandes assim?

**

Prólogo
Noite quente de verão. Para ser exata, estamos no primeiro sábado do mês de agosto. As estrelas nunca brilharam tanto. Estou sentada na janela do meu quarto, admirando esse espetáculo deslumbrante e pensando nas coisas que me aconteceram naquele verão. Eu era outra Jenna Hudson.
A lembrança dói. Meu cérebro tenta descobrir onde fica exatamente a dor, mas logo desiste, porque tudo dói.
Estou cansada de viver como se já fosse uma pessoa adulta e madura. Gostaria de voltar a ser criança – uma garotinha de seis anos que caiu da bicicleta. Gostaria de fazer cara de choro e correr aos berros para a cozinha, onde minha mãe me ergueria do chão, me daria um forte abraço e beijaria meu joelho esfolado. Eu pararia de chorar e tomaria leite com chocolate para a dor passar.
Essa é uma das coisas que as pessoas não nos ensinam quando falam de crescer: como lidar com as dores que não passam com um beijo.

***

Vou dar cinco estrelinhas para esse livro e colocá-lo entre os meus preferidos.

**

E-book: http://www.4shared.com/get/s03m-Wdp/Lynda_Waterhouse_Soul_Love_-__.html

Hannah Montana - O filme


Confesso que depois de ter visto o filme A Última Música achei a Miley Cyrus tão fofinha que eu fiquei curiosa sobre a carreira dela. E então a minha sobrinha de 8 anos me disse que adora a Hanna Montana e eu resolvi ver o filme.
*
Ah, mesmo não conhecendo quase nada da série, eu pude acompanhar bem a história.
*
Acho que é o tipo de filme que pode ser visto por qualquer idade, ele não é bobinho como parece ser, e tem uma mensagem bonita. Eu, pelo menos, adorei.
*
E as músicas! Como a voz dela é linda! Duas músicas do filme não saem da minha cabeça, uma em que ela cantou e dançou como a Miley quando ninguém sabia que ela era a Hanna, e a do final do filme que eu estou postando aqui. A música é linda, e a mensagem dela é maravilhosa. Não me canso de ouvir e a letra serve para mim, e acredito que deve servir para todo mundo, como uma luva.
*Filme fofo e gostosinho. Eu recomendo!

video

The Climb
I can almost see it
That dream I'm dreaming, but
There's a voice inside my head saying
You'll never reach it

Every step I'm taking
Every move I make, feels
Lost, with no direction

My faith is shaking
But I, I gotta keep trying
Gotta keep my head held high

There's always gonna be another mountain
I'm always gonna wanna make it move
Always gonna be an uphill battle
Sometimes I'm gonna have to lose

Ain't about how fast I get there
Ain't about what's waiting
On the other side
It's the climb

The struggles I'm facing
The chances I'm taking
Sometimes might knock me down, but
No I'm not breaking
I may not know it

But these are the moments thatI'm gonna remember most, yeah
Just gotta keep going
And I, I gotta be strong
Just keep pushing on

There's always gonna be another mountain
I'm always gonna wanna make it move
Always gonna be an uphill battle
Sometimes I'm gonna have to lose

Ain't about how fast I get there
Ain't about what's waiting on the other side
It's the climb [x2]

Keep on moving, keep climbing
Keep the faith, baby

It's all about
It's all about the climb

Keep the faith
Keep your faith

A Subida
Eu posso quase ver
Esse sonho que estou sonhando.
Mas tem uma voz dentro da minha cabeça dizendo
Você nunca irá alcançá-lo

Cada passo que eu estou dando
Cada movimento que eu faço
Parece perdido sem direção
Minha fé está abalada
Porém eu tenho que continuar tentando
Tenho que manter minha cabeça erguida

[REFRÃO]
Sempre haverá uma outra montanha
E eu sempre irei querer movê-la
Sempre será uma batalha difícil
Às vezes eu terei que perder
Não se trata do quão rápido eu chegarei lá,
Não se trata do que está me esperando do outro lado
É a subida

As lutas que estou enfrentando
As oportunidades que estou tendo
As vezes podem me derrubar
Mas não, eu não estou caindo
Eu posso não saber disto
Mas são esses os momentos dos quais eu mais irei me lembrar yeah
Só tenho que continuar
E eu
Tenho que ser forte.
Continuar prosseguindo
Porque

[REFRÃO]
Sempre haverá uma outra montanha
E eu sempre irei querer movê-la
Sempre será uma batalha difícil
Às vezes eu terei que perder
Não se trata do quão rápido eu chegarei lá
Não se trata do que está me esperando do outro lado
É a subida

[REFRÃO]
Sempre haverá uma outra montanha
E eu sempre irei querer movê-la
Sempre será uma batalha difícil
Às vezes você terá que perder
Não se trata do quão rápido eu chegarei lá,
Não se trata do que está me esperando do outro lado
É a subida

Continue em movimento
Continue escalando
Mantenha a fé
Baby
Tudo se trata
Tudo se trata da subida
Mantenha a fé
Mantenha a sua fé
Woah-oh-oh-oh

A ultima música - Nicholas Sparks - Livro e Filme






Bom, nesse caso eu fiz o contrário do que fiz em Querido John, vi primeiro o filme e depois li o livro, e acho que foi a melhor coisa que eu poderia ter feito. Amei o filme e amei o livro também. E dessa vez as diferenças entre as duas histórias não me incomodaram.
Preparem os lencinhos! Mesmo eu que não sou das mais choronas não me contive! A história é tão linda e emocionante!
Li algumas discusões por ai, sobre o qual achavam melhor, se Querido John ou A última música, e vi que que a coisa estava meio dividida. Na minha opinião a Ultima Música é melhor. O final de Querido John me deixou frustrada enquanto que em A ultima Música, mais o livro do que o filme, o final me deixou com uma sensação boa de final feliz.
Não se enganem: apesar dos atores serem novinhos, esse não é apenas um filme adolescente! Ou um livro. É uma história linda que fala de família, amores, perdas e perdão.
Amei os dois e recomendo. Mas acredito que seja melhor ver primeiro o filme e depois ler o livro como eu fiz.
Comprei ambos os livros (Querido John e a Ultima Música), e fica aqui um protesto: gostaria de ler também o Diário de uma paixão e o livro em que se baseia o filme Um amor para recordar, também do Nicholas Sparks. Só que não acho em lugar nenhum!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Querido John - Filme e livro


Bom, eu primeiro li o livro, e depois vi o filme. Não sei se fosse na ordem contrária, eu pudesse ter uma impressão diferente. Porque depois de ter lido o livro, não gostei do filme. E sei que geralmente os livros costumam ser bem melhores que suas adaptações.
*
Sim, adaptação, porque houveram várias mudanças. Tipo, algumas mudanças mais insignificantes, como:
- No livro a Savannah é morena, no filme loira.
- O Tim é mais novo no livro, tem a idade da Savannah. No filme é mais velho e eu juro que na minha imagem mental ele era bem mais bonito do que seu interprete.
- O Adam no livro é irmão do Tim, no filme é filho.
*
E outras mudanças mais importantes que eu não relatarei aqui, porque perderia um pouco a graça para quem ainda não conhece a história.
*
Só o que eu digo: a alteração do final da história no filme me irritou muito. Para mim isso tirou grande parte da beleza do gesto do John e também me deixou a impressão que a Savannah é volúvel.
*
Prefiro MIL vezes o livro.
*
Agora, na história A Ultima Musica, também baseada na obra de Nicholas Sparks, farei o contrário. Primeiro verei o filme (coisa que eu já fiz, e amei) e depois lerei o livro (o que eu confesso que já comecei, mas estou empacatada com medo da parte triste que eu sei que está para vir). E assim que eu terminar de ler, venho aqui para contar minhas impressões.
*
Pergunta que eu deixo: será que é melhor ver o filme antes de ler o livro, ou ler o livro antes de ver o filme?

Dica de leitura - Sempre - Lynsay Sands


Filha ilegítima do rei, Rosamunde foi criada em um convento e foi totalmente preparada para assumir o véu... até que o Rei Henry aparece com um marido relutante para ela. De repente, ela se encontra prometendo amar, honrar e obedecer a Aric... para sempre.

Uma quase freira com uma educação sexual muito peculiar... Educação.
Rosamunde não inclui uma noite de núpcias, e o que os animais fazem nos estábulos é a única referência sexual desta donzela sem experiência. Oh Deus... Aric vai morder seu pescoço como os animais ao emparelhar-se?

Noite de núpcias de breves minutos e com testemunhas.
Aric é um guerreiro, viril e capaz de expressar uma paixão animal, mas tem que consumar um casamento em poucos minutos e com testemunhas apressando-o, o que se torna uma missão quase impossível.

Amar, sim. Honrar, sim. Obedecer?
Rosamunde logo descobre que, enquanto pode ter dificuldade em obedecer as ordens e pedidos extravagantes do marido, não será difícil amá-lo para sempre.

Um Compromisso para sempre... Amor para sempre... Honra para sempre... E... Sempre obedecer?


Uma deliciosa comédia romântica com aventuras, intrigas, humor e paixão.
Uma novela encantadora com o selo inconfundível de Lynsay Sands.
***
Bom, esse foi o segundo livro que eu li dessa autora, o primeiro foi Perseguição, que é o último de uma trilogia. Eu ri bastante com ambos, mas muito mais com esse. Gente! Minha barriga chegou a doer de tanto que eu ri!
*
Primeiro, eu já tinha lido que a noite de nupcias é muito engraçada. Sim, ela é hilária mesmo e muito criativa porque eu, pelo menos, nunca tinha lido nada parecido. Aliás, amei a criatividade dessa escritora. Mas, para mim, a cena mais engraçada é lá do meio para o final, as coisas que a Rosamunde faz com o Negro, cavalo dele. - kkkkkk. Tô rindo só de lembrar.
*
Ah, a Rosamunde é fofa, e ela adora animais, como eu. Acho que foi por isso que eu me identifiquei bastante com ela.
*
Essa história vale muito a pena por causa das risadas que certamente virão.
*
Confesso que depois desse comecei a ler vários livros dessa autora, mas nenhum me fez rir como esse.
*
Eu adorei e recomendo.
*
E-book: http://www.4shared.com/file/169154517/9d03558c/Lynsay_Sands_-_Sempre__Tiamat-.html

Fala sério, que homem mais lindooooo!




Gente, será que sou só eu que babo por ele???